Anuncie

Bolsonaro terá carro blindado contra atentados

Adicionar aos favoritos
12 março, 2019

O presidente Jair Bolsonaro enviou ao Congresso pedido para autorizar a compra de carros oficiais novos para ele, o vice Hamilton Mourão e seus antecessores Michel Temer, Dilma Rousseff, Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Henrique Cardoso, Fernando Collor e José Sarney. É a primeira mensagem do atual governo para alterar o texto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019.

Mesmo preso em Curitiba desde 7 de abril do ano passado, Lula conseguiu, por meio de liminar, manter o direito a veículos oficiais. O petista foi condenado em duas ocasiões. Numa delas, em segunda instância, a 9 anos e 6 meses de prisão.

Na mensagem encaminhada ao Congresso assinada por Bolsonaro no dia 8 de março, o governo fala em necessidade de “modernizar a frota” de veículos.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, que também subscreve o projeto de lei, justificou que a medida atende a ofício do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), responsável pela proteção do presidente.

A autorização do Congresso é necessária porque em 2018 os parlamentares retiraram da LDO a permissão para compra de veículos oficiais para o presidente, seu vice e antecessores. O projeto encaminhado pelo governo restabelece a prerrogativa.

No final do ano passado, Michel Temer abriu uma concorrência para renovar a frota no valor de R$ 5,6 milhões que já atenderia ao atual governo. Segundo o GSI, o edital está em fase de conclusão e prevê a aquisição de 12 blindados para o presidente e o vice. Nesse processo não há previsão de carros para ex-presidentes.

Para respaldar a compra, o então ministro do GSI, Sérgio Etchegoyen, argumentou à época que haveria necessidade de “redimensionar” a segurança do presidente e do vice após o atentado sofrido por Bolsonaro durante a campanha eleitoral em Juiz de Fora (MG).

Além dos 12 blindados contra tiros de submetralhadoras e pistolas 9 milímetros, outros 18 automóveis do mesmo modelo e marca poderão ser adquiridos para atender ao atual governo. Eles ficarão à disposição para uso em Brasília e outros Estados, como Rio de Janeiro, base eleitoral do presidente.

A escolta oficial de Jair Bolsonaro atualmente é formada por carros modelo Chevrolet Ômega e Ford Edge. Esses veículos foram comprados na gestão de Dilma Rousseff, ainda em 2011, quando foram gastos R$ 1,76 milhão por 12 Edges, dez dos quais blindados.


O País TV

DESAFIO DA RIQUEZA 3º DIA: Quem chorar mais, vence!

Dr. Barakat: Açúcar é droga e ninguém te aponta o dedo. Trigo também.

O que você precisa saber sobre o ciclo da depressão http://bit.ly/terapiaEurekk

"Esquerdopatia" é debatida no Escola sem Partido

Artigos Recentes

Amigos reformam sítio para prisão domiciliar de Lula

Amigos reformam sítio para prisão domiciliar de Lula

em Brasil

A reforma e modernização do local incluem cara nova na adega, na área de lazer e no campo de futebol.

março 25, 2019 Por Kennedy Medeiros

Battisti afirma que se declarou inocente para ter apoio da esquerda e do próprio Lula

Battisti afirma que se declarou inocente para ter apoio da esquerda e do próprio Lula

em Brasil, Mundo, Política

Até então, o italiano de 64 anos, que integrou o grupo Proletários Armados pelo Comunismo nos anos 70, negava envolvimento nos homicídios e se dizia vítima de perseguição política.

março 25, 2019 Por Patrick Ignaszevski

Trump e Niny se vestem de MST e tomam Golan na marra da Síria

Trump e Niny se vestem de MST e tomam Golan na marra da Síria

em Mundo

Legalmente, as terras pertencem à Síria.

março 25, 2019 Por Kennedy Medeiros

Vítima acusa João do Diabo de tentativa de assassinato

Vítima acusa João do Diabo de tentativa de assassinato

em Justiça

Mulher relatou ter sido vítima de estupro e tentativa de assassinato em 1973; médium tinha 30 anos e ela 17

março 25, 2019 Por Kennedy Medeiros

Anuncie